Break the crates!

E nos momentos em que o tempo congela, uma força de dentro de mim vem aflorando e gritando pela necessidade de quebrar aquelas grades. Explosão.

Quero sair de dentro de tudo o que me cerca e me detém. Sem regras, sem limites, sem definições. Quero ser indefinível, inexplicável. Quero ser mais do que a mente humana pode conceber e quero liberar todos os sentimentos que se fazem presentes em minha alma. 

“Fuja, corra e quebre as grades. Vá para a janela e voe como os pássaros que vê no céu. Seja livre. 
Sem julgamentos, sem comportamentos padronizados e sem as definições que lhe atribuem. 
Seja luz, transcenda, ilumine, espalhe, esparrame, transborde.” Ouço de mim mesma.

Uma vontade de rasgar as roupas que me vestem, correr das grades e do concreto que nos cercam e nos organizam, nos restringem.  Quero ser mais, quero ir além. 

Sou tanto que não caibo nessas roupas, nesse corpo, nessas casas, nessa humanização. Quero me libertar dessa condição de existência, porque sinto agora como se eu não tivesse completa aqui, pois sou mais do que caberia em todo o universo.

 

Porque a vida não me basta.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s