A tal da infantilidade.

Olá pessoal, 
Primeiro, sejam bem vindos ao meu blog, e espero que gostem bastante de todos os textos e assuntos.  :))

Desde que eu o criei venho pensando qual seria o primeiro assunto que eu iria expôr aqui e até hoje não tinha decidido, mas de repente me peguei escrevendo sobre algo muito presente na vida e na personalidade das pessoas, a infantilidade. Foi um texto curto, mas acho que o suficiente para expressar o que sinto (pelo menos neste momento) sobre o assunto e fazer com que cada um de vocês reflita sobre o mesmo.

Ah, ela, sempre ela. Aquela que vive atrapalhando pessoas e relacionamentos.
A infantilidade impede que o ser cresça, que desenvolva melhor sua inteligência e também o distancia do conhecimento e percepção de coisas realmente importantes pra nossa vida. É ela que faz com que fiquemos presos a tantos passados, e que nos traz diariamente a sensação de insegurança, sim, ela pode ser traduzida perfeitamente como insegurança, pelo menos na maioria das vezes, e das pessoas.
Por isso, é preciso entender que a vida tem diferentes fases e é preciso passar por cada uma delas absorvendo experiências, sem nos prender às mesmas como se delas nunca quiséssemos sair. É preciso entender a importância que cada uma tem e que a continuidade da vida se dá na complementação dessas fases, que leva ao nosso amadurecimento.
A infantilidade vive levando pessoas à atitudes ridículas que ferem não só a si mesma, mas a todos que estão ao seu redor, e é por isso que muitos relacionamentos chegam ao fim, não por falta de amor, ou amizade, mas porque esse sentimento, vindo de algum dos envolvidos enfraqueceu aos poucos todas as bases criadas anteriormente.
O fato é que, todos nós temos um pouco dela, a questão é saber que em um dado momento é preciso que a deixemos para trás e a substituamos por maturidade, que significa crescimento pessoal. Para isso, reavalie sua vida, suas atitudes e seus princípios e acima de tudo, acredite em si mesmo, esteja seguro em cada uma das suas escolhas e saiba que a vida, ah, a vida, passa rápido demais para que a desperdicemos presos à sentimentos inúteis.  GBM

 

Imagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s